site cluny
 

SPIC

A Província Portuguesa das Irmãs de S. José de Cluny apresenta-se comprometida com uma política relativa à Proteção de Menores e Adultos em Situação de Vulnerabilidade assente nos seguintes princípios:

A proteção da dignidade e os direitos fundamentais de todas as pessoas que lhes são confiadas e, mais particularmente, as crianças, os jovens e os adultos frágeis e em situação de vulnerabilidade, assim como, de todos os seus membros, sobretudo as Irmãs em formação e as Irmãs idosas;

A promoção de um ambiente de segurança/proteção, livre de toda a intimidação ou assédio, quer físico quer psicológico, escrito ou verbal, compatível com a disciplina e os ensinamentos da Igreja Católica e impulsionador de um desenvolvimento humano harmonioso em todas as suas dimensões;

Rigorosos processos de recrutamento e adequada formação de todos os agentes que trabalham em nome das Irmãs de S. José de Cluny, nos seus ministérios humanos e/ou espirituais, estimulando a responsabilização pessoal e o profissionalismo;

Em resposta a qualquer suspeita ou denúncia, nova ou antiga, serão postos em marcha todos os procedimentos de resposta, sendo a primeira obrigação da Congregação para com as vítimas a sua proteção, cuidados e reconciliação;

Acompanhamento de qualquer suspeito ou acusado de ter cometido um ato de abuso, verificando-se e cumprindo-se as normas subjacentes à legislação civil e canónica;

À luz do Evangelho e do carisma das Irmãs de S. José de Cluny, é firmado o compromisso de seguir e aplicar as diretivas instituídas, numa lógica de reflexão regular e melhoria contínua das boas práticas para a proteção de menores e adultos em situação de vulnerabilidade.